Sou contra o pacote do veneno

Sofremos uma grande derrota em Brasília. A comissão especial, constituída para analisar o PL 6299/02 e outros 27 apensados que integram o “Pacote do Veneno”, aprovou o projeto por dezoito votos a nove, propondo revogar a atual Lei dos Agrotóxicos (Lei 7.802/1989).

Como médico e ambientalista, manifesto minha absoluta indignação em face dessa flexibilização nas regras para fiscalização e utilização de agrotóxicos no país, retirando a responsabilidade da ANVISA (Ministério da Saúde) e do IBAMA (Ministério do Meio ambiente) no assunto.

O Brasil já é líder mundial no consumo de agrotóxicos, muitos deles já banidos em boa parte do mundo, comprovadamente causadores de câncer e outros malefícios, e extremamente prejudiciais ao meio ambiente, poluindo as nossas terras, as nossas águas e a nossa biodiversidade.

Nada tenho contra o agronegócio, todos sabemos da sua importância para o Brasil, porém não é aceitável que se caminhe para intensificação do uso de agrotóxicos, ao invés de buscar uma atividade mais sustentável.

O “Pacote do Veneno” é inaceitável!

Peço aos Deputados e Senadores comprometidos com a saúde das pessoas e o equilíbrio do meio ambiente que impeçam esse retrocesso.

O povo brasileiro anseia por desenvolvimento dentro dos parâmetros da Sustentabilidade.

Gilberto Natalini
Médico e Vereador – PV/SP



Saúde SUS    Meio Ambiente e Sustentabilidade    Urbanismo    Biblioteca    Demais Atividades     ComissaoDaVerdade