O Parque Augusta se tornará realidade

Os 23 mil m² de área do Parque Augusta prometem sair do papel, após assinatura de acordo nesta sexta-feira (4) entre o prefeito João Doria e as construtoras. “Trata-se da única área verde dessa região e representa, para nós, uma vitória”, ressalta o secretário Gilberto Natalini, titular da Secretaria do Verde e do Meio Ambiente (SVMA). Pelo acordo assinado, as duas construtoras permutam área do futuro espaço público por outro, na região de Pinheiros, e se comprometem a implantar o Parque Augusta.

Para chegar a esse modelo, a Secretaria do Verde e do Meio Ambiente compilou cinco projetos enviados por ativistas do Parque Augusta nos últimos anos. Deles surgiu o estudo preliminar que prevê 3.600 m² destinados à pista de caminhada; 850 m² para arquibancada e deque de madeira, cachorródromo, área gramada, uma pequena cascata, redário de 600 m², equipamentos de ginástica e playground. A área possui árvores nativas da Mata Atlântica, como cereja-do-rio-grande, jacarandá e pitangueira.

Ocupado por um colégio entre 1907 e 1969, a área localizada entre as ruas Augusta, Marquês de Paranaguá e Caio Prado terá seus muros derrubados, sendo preservadas as antigas arcadas, os portões principais e a edificação de 140 m², tombada pelo patrimônio histórico. Ela abrigará atividades culturais o local foi. Na rua Augusta, haverá uma nova entrada.

Fonte: PMSP/ SVMA



Saúde SUS    Meio Ambiente e Sustentabilidade    Urbanismo    Biblioteca    Demais Atividades     ComissaoDaVerdade