Natalini questiona arquivamento do processo de tombamento da Cruz Vermelha

Nesta quarta-feira (8) o vereador Gilberto Natalini (PV) protocolou ofício junto ao CONPRESP solicitando a reanálise do arquivamento do processo de tombamento do imóvel localizado na Avenida Moreira Guimarães, nº 699. O vereador trabalha para que no local seja implantado um parque. 

Segundo o Instituto de Arquitetos do Brasil (IAB), “o processo de tombamento era consistente apontando para o tombamento dos bens, mas, mesmo assim, houve o arquivamento”.

O ofício também solicita ao presidente Cyro Laurenza a devida análise e regulamentação da Ação Civil Pública que tramita na 1ª Vara de Fazenda Pública do Estado de São Paulo contra a Cruz Vermelha Brasileira e a Prefeitura.

O pedido negado pelo CONPRESP desconsiderou colocações técnicas importantes quanto à necessidade de análise mais aprofundada do assunto, tanto que o próprio Ministério Público trouxe elementos técnicos importantes no bojo da Ação, como o Relatório Preliminar de Vistoria Técnica e o Estudo do Valor Cultural do Conjunto Hospitalar da Cruz Vermelha estabelecido em Indianópolis e o parecer técnico do Centro de Apoio Operacional à Execução do Ministério Público de São Paulo.

“Há evidências de que a decisão da CONPRESP pode não ter observado todos os aspectos relevantes. Precisamos de áreas verdes na cidade e neste local tem uma grande área que deve ser preservada”, disse Natalini.

Nenhum comentário ainda.

Deixe um comentário

You must be logged in to post a comment.



Saúde SUS    Meio Ambiente e Sustentabilidade    Urbanismo    Biblioteca    Demais Atividades     ComissaoDaVerdade