Isopor: prefira outros tipos de embalagens

O poliestireno expandido é o nome dado ao produto proveniente do petróleo, o famoso isopor. É um tipo de plástico, o que significa que não some na natureza, apenas se degrada em partículas cada vez menores, demorando centenas de anos para se decompor. Esta característica é o que os torna perigosos ao meio ambiente e aos seres vivos, especialmente aves litorâneas e animais marinhos.

É um produto leve porque é formado por até 98% de ar. O seu uso é grande na indústria e no comércio, inclusive na agricultura. Também, é usado como embalagens, proteção e artigos de consumo (caixas térmicas, pranchas, porta-gelo, entre outros). De todos os seus usos, a construção civil é a que mais se utiliza dele.

Apresenta baixa densidade, permitindo a incorporação em lajes de concreto, que reduz a estrutura e proporciona melhores isolamentos térmicos e acústicos.

Além dos impactos ambientais, a inviabilidade econômica da reciclagem desse tipo de produto é um grande problema. Trata-se de um produto que ocupa muito espaço, extremamente leve e com baixo preço de venda. Tais características o tornam pouco atrativo para cooperativas e catadores, mesmo sendo um produto reciclável.

A melhor atitude que podemos ter em relação ao isopor é, na verdade, evitar usá-lo, devido à sua origem de uma fonte não renovável, seus impactos e o baixo índice de reciclagem (34,5%, de acordo com a pesquisa Maxiquim, realizada pelo instituto Plastivida).

Como alternativas, para o caso de alimentos embalados no mercado, prefira outros tipos de embalagem com maior potencial de reciclagem, tentando reutilizá-los antes de sua remoção. Os saquinhos plásticos de frutas, por exemplo, podem ser reusados numa próxima compra ou reaproveitados no coletor de lixo do banheiro.

Pensando nessas questões, criei o PL 35/2015 que dispõe sobre a proibição de isopor em embalagens de alimentos e copos térmicos na cidade de São Paulo. Assim, podemos promover mais a sua reciclagem que é tão pouco realizada. Na Câmara dos Vereadores instalamos um coletor de isopor. 

O meio ambiente precisa estar mais limpo e a sociedade se conscientizar sobre sua importância. Reduzir, reutilizar e reciclar é a fórmula certa para o dia a dia das pessoas. O mandato sempre se preocupando com estas causas!

Gilberto Natalini- Vereador PV/SP

Nenhum comentário ainda.

Deixe um comentário

You must be logged in to post a comment.



Saúde SUS    Meio Ambiente e Sustentabilidade    Urbanismo    Biblioteca    Demais Atividades     ComissaoDaVerdade