A Villa Itororó está sendo totalmente restaurada, imprescindível à memória de São Paulo

O vereador Gilberto Natalini (PV/SP) reuniu-se com representantes do Instituto Pedra, OSCIP especializada em projetos de patrimônio histórico e editoriais. Surgiu a necessidade de uma visita ao “canteiro aberto” das obras de restauro da Villa Itororó no Bixiga. O conjunto de edifícios que irá abrigar um centro cultural multiuso foi erguido em estilo algo anárquico e bem original pelo comerciante português Francisco de Castro entre 1922 e 1929. Ele foi acrescentando sucessivamente andares e prédios e recorrendo a materiais de demolição, sobretudo do teatro São José, que foi lamentavelmente demolido e ficava no local do shopping Light.

Os assessores de Natalini, Marcelo Morgado (meio ambiente) e Sergio Martins (urbanismo), visitaram o local e foram recebidos pelo arquiteto Luiz Fernando de Almeida, diretor da ONG e coordenador do projeto que conta com recursos (R$ 13 milhões) do Itaú Cultural. Um prédio de 3 andares na rua Major Diogo já está pronto e servirá para acomodar participantes das atividades e oficinas do futuro centro que é uma parceria da Prefeitura (apoia obras) e do Governo Estadual que desapropriou a vila. A proposta de uso está sendo construída coletivamente e de forma muito inovadora, já que mesmo sem inaugurar o espaço disponível já está em uso por vários grupos com propostas passando por informática, ateliês de pintura, música, teatro etc.

Natalini se interessou por aspectos ambientais como protocolos de construção verde e ficou de apresentar formas do mandato apoiar a bela iniciativa.

O vereador apresentou diversos Projetos de Leis em favor de novos museus, além de emendas por exemplo para geração de energia fotovoltaica no museu de Santo Amaro.



Saúde SUS    Meio Ambiente e Sustentabilidade    Urbanismo    Biblioteca    Demais Atividades     ComissaoDaVerdade