Seminário discutiu como viabilizar energias mais limpas para o transporte público

A Prefeitura, por meio das secretarias municipais de Mobilidade e Transporte e do Verde e Meio Ambiente, promoveu nesta terça-feira, 30 de maio, seminário para discutir o financiamento da transformação da matriz energética dos ônibus urbanos.

18740411_1417085525023725_5864893195271504696_n

“Todos entendem que a mudança da matriz energética dos ônibus é muito importante para qualidade de vida das pessoas. Precisamos equacionar essa necessidade ambiental e de saúde pública com a questão financeira”, disse o secretário Gilberto Natalini.

18739722_1417085531690391_706055445360210976_n

O tema é um dos principais desafios da administração de qualquer grande cidade quando se trata do combate à poluição e em melhorar a qualidade do ar. Em São Paulo, o diesel, combustível que move os ônibus é tema de projetos de lei e discussões junto a entidades ambientais e o Ministério Público.

Durante o encontro, foram realizadas quatro mesas de discussão, todas com foco na utilização de formas de energias alternativas para o transporte público por ônibus e seus custos.

Após a abertura, comandada pelos secretários Sérgio Avelleda (Mobilidade e Transportes), Gilberto Natalini (Verde e Meio Ambiente) e Caio Megale (Fazenda), a primeira mesa discutiu os custos das tecnologias alternativas de energia, contando com a participação da SPTrans e das empresas que operam o sistema municipal de transporte.

A mesa seguinte foi composta por fabricantes de veículos elétricos, distribuidores de Gás Natural Veicular e montadoras de veículos pesados e discutiu as alternativas de fontes energéticas existentes no mercado.

A terceira mesa tratou das oportunidades para financiamento da energia de tração, com representantes do Ministério da Fazenda, do Banco Nacional de Desenvolvimento (BNDES), do Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID) e do Banco Internacional para Reconstrução e Desenvolvimento (Bird – Banco Mundial).

A última mesa mostrou experiências já realizadas de transformação da matriz energética nos ônibus urbanos, não apenas no Brasil, mas também no mundo. Participaram o Instituto de Energia e Meio Ambiente (IEMA) e a entidade Governos Locais pela Sustentabilidade (ICLEI na sigla em inglês). O presidente da SPTrans, José Carlos Nunes Martinelli, encerrou o encontro com um panorama sobre os temas discutidos no seminário.

Fonte: www.prefeitura.sp.gov.br/svma



Saúde SUS    Meio Ambiente e Sustentabilidade    Urbanismo    Biblioteca    Demais Atividades     ComissaoDaVerdade